Accessibility for high-skilled/gifted people in higher education: challenges and commitments

Main Article Content

Vaneza Cauduro Peranzoni
Sirlei de Lourdes Lauxen
Tiago Anderson Brutti
Fábio César - Junges

Abstract

The present article seeks, through literature review, to discuss the accessibility in higher education of high-skilled/gifted people. The education of high-skilled/gifted people presupposes an interaction between those involved in the educational process, aiming at totality, in a global perspective that regards all students in their individual needs; this requires a curricular proposal articulated to reality resulting in significant learning, for the formation of an aware citizen able to exercise citizenship. Thus, working with high-skilled/gifted people implies accepting heterogeneity of groups and individuals; it also implies knowing particularities, as well as the contact and the dialogic among subjects. There is also the suggestion of knowing existing jobs and building, in a collective process, forms of work based on new methodologies, which meet all their individual differences, providing them with growth.

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...

Article Details

How to Cite
Peranzoni, V. C., Lauxen, S. de L., Brutti, T. A., & Junges, F. C.-. (2019). Accessibility for high-skilled/gifted people in higher education: challenges and commitments. International Journal for Innovation Education and Research, 7(3), 97-104. https://doi.org/10.31686/ijier.Vol7.Iss3.1353
Section
Articles
Author Biographies

Vaneza Cauduro Peranzoni, Postgraduate Program in Sociocultural Practices and Social Development, University of Cruz Alta, Cruz Alta – RS, Brazil

Graduada em Educação Especial, Especialização em Deficiência Mental, Mestrado e Doutorado em Educação pela UFSM, Pós-doutorado em Educação pela UFSM.

Sirlei de Lourdes Lauxen, Postgraduate Program in Sociocultural Practices and Social Development, University of Cruz Alta, Cruz Alta – RS, Brazil

Doutor em Educação pela UFRGS, com pós-doutorado em Educação pela UFRGS / UniLisboa. Bolsista PNPD / CAPES. Mestre em Educação pela UPF e Graduada em Pedagogia - Orientação Educacional / Unijuí.

Tiago Anderson Brutti, Postgraduate Program in Sociocultural Practices and Social Development, University of Cruz Alta, Cruz Alta – RS, Brazil

Doutor em Educação nas Ciências - Filosofia (2014) pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - Unijuí, com doutorado sanduíche (2012) junto à Facultad de Formación de Profesorado y Educación da Universidad Autónoma de Madrid - UAM; pós-doutor em Filosofia (2018) pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste; Mestre em Educação nas Ciências - Direito (2007) pela Unijuí; bacharel em Filosofia (2013) pela Unijuí; bacharel em Direito (2003) pelo Instituto Cenecista de Ensino Superior de Santo Ângelo - IESA

Fábio César - Junges, Postgraduate Program in Sociocultural Practices and Social Development, University of Cruz Alta, Cruz Alta – RS, Brazil

Pós-doutorado em andamento em Práticas Socioculturais e de Desenvolvimento Social pela Universidade de Cruz Alta - UNICRUZ (2017), com bolsa CAPES. Pós-doutorado em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ (2016), com bolsa CAPES. Doutorado em Teologia pela Faculdades EST (2015), com bolsa CNPq. Mestrado em Teologia pela Faculdades EST (2011), com bolsa CNPq. Especialização em Metodologia Pastoral pela Universidade Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI (2009). Graduação em Teologia (Bacharelado) pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI (2008), com bolsa PIIC-URI. Graduação em Filosofia, com habilitação em Filosofia, Sociologia e Psicologia, pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ (2004), com bolsa CNPq.

References

Ainscow, M. 1999. Understandind the development of inclusive schools. London: Falmer Press.

Alencar, E. M. L. S.; Fleith, D. S. 2001. Superdotados: determinantes, educação e ajustamento. São Paulo: EPU.

Brasil. Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. LDB 9.394, de 20 de dezembro de 1996.

Brasil. IBGE. Censo Demográfico, 2000. Disponível em: . Acesso em: 18 maio 2008.

Brasil. INEP. Censo Escolar 2006. Disponível em: . Acesso em: 20 maio 2008.

Brasil. Portaria MEC nº 976, de 27 de julho de 2010. Programa de Educação Tutorial. Publicada no D.O.U em 28/07/2010.

Freitas, Soraia, Napoleão; Pérez, Susana. Altas habilidades/superdotação: atendimento especializado. Marília: ABPEE, 2010.

Mantoan, Maria Tereza Égler. 1998. A integração de pessoas com deficiência: contribuições para uma reflexão sobre o tema. São Paulo: Mennon.

Mittler, Peter. 2003. Educação inclusiva: contextos sociais. Porto Alegre: Artmed.

Renzulli, Joseph S. O que é esta coisa chamada superdotação, e como desenvolvemos¿ Uma retrospectiva de vinte e cinco anos. Trad. Susana Gracielea Pérez Barrera Perez. Educação, Porto Alegre, v. 27, n. 1, p 75 – 121, jan./abr. 2004.

Sabatella, Maria Lucia Prado. 2008. Talento e superdotação: problema ou solução? 2. ed. Curitiba: IPBEX.